Feeds:
Posts
Comments

Archive for June, 2008

Ubuntu 8.10

The very first alpha version of next Ubuntu Linux is out and guys at PhoroLinux installed, tested and left us with 12 screenshots and some info.

According to them, this version ships with Firefox 3, GNOME 2.23.4, a new NewHuman theme, GIMP 2.4.6 and OpenOffice.org 2.4.1.

The new theme is kinda too dark for me, but let’s see what happens.

What do you think about it?

Read Full Post »

Fiquei sabendo há alguns instantes pelo Blog do Carlos Henrique que o BR-Linux e o Efetividade estão realizando uma promoção para ajudar a Wikimedia Foundation e outros projetos (no meu caso selecionei o Python Brasil).

Ajude a sustentar a Wikipédia e outros projetos, sem colocar a mão no bolso, e concorra a um Eee PC!
…e também a pen drives, card drives, camisetas geeks, livros e mais! O BR-Linux e o Efetividade lançaram uma campanha para ajudar a Wikimedia Foundation e outros mantenedores de projetos que usamos no dia-a-dia on-line. Se você puder doar diretamente, ou contribuir de outra forma, são sempre melhores opções. Mas se não puder, veja as regras da promoção e participe – quanto mais divulgação, maior será a doação do BR-Linux e do Efetividade, e você ainda concorre a diversos brindes!

Participem e ajudem a ajudar a Wikipedia! :D

P.S.: Até o momento, mais de 400 Blogs estão participando da campanha!

Read Full Post »

Download Day!

Everyone, get ready! Firefox will be landing in a few hours from now!!

If you haven’t pledged yet, go on and do it!

Oh, and by the time you download the new stable release of firefox, maybe you will (like me) want to check this nice extension out :D

Edit: That one turned out to be pretty bad on Linux… Trying the Tab Sidebar now :D

Read Full Post »

A brincadeira toda começou depois que me perguntaram como manipular o mouse no Xorg. Uma rápida pesquisada na documentação do python-xlib e encontrei coisas interessantes. Por exemplo, como mover o mouse no X?


from Xlib import X, XK, display
import Xlib.ext.xtest

display = display.Display()
Xlib.ext.xtest.fake_input(display, X.MotionNotify, x, y)
display.sync()

E simular um click ?


from Xlib import X, XK, display
import Xlib.ext.xtest

display = display.Display()
Xlib.ext.xtest.fake_input(display, X.ButtonPress, 1) #1 left, 2 middle, 3 right
Xlib.ext.xtest.fake_input(display, X.ButtonRelease, 1)
display.sync()

Ok, já sabemos como manipular o mouse, e com o teclado, como seria?


from Xlib import X, XK, display
import Xlib.ext.xtest

display = display.Display()
Xlib.ext.xtest.fake_input(display, X.KeyPress, key)
Xlib.ext.xtest.fake_input(display, X.KeyRelease, key)
display.sync()

Diante dessa facilidade surgiu uma idéia, eu poderia fazer um software que monitarasse todos os eventos de mouse e teclado, armazenasse isso e reproduzisse posteriormente.

Esse software poderia ser usado para automatizar testes em interfaces gráficas, assim como páginas Web. O XorgRecord poderia ser usado também para ensinar uma pessoa em outro computador como realizar determinada tarefa. No lugar de assistir um screencast, o usuário baixaria um simples arquivo txt que faria com que seu computador reproduzisse a aula, sem consumir tanta banda ou demorar quanto baixar um vídeo e com o benefício de todas as atividades da aula ficarem gravadas em seu computador. Evidentemente aqui tem uma falha incrível de segurança se mal utilizado.

Outro exemplo seria ensinar alguém a configurar uma impressora apenas enviando um arquivo de reprodução. Além de observar toda a operação necessária, o usuário já teria sua impressora configurada ao fim da aula.

O projeto esta muito simples, os dados são salvos em formato txt limpo, de forma clara e legível, podendo ser reproduzido manualmente caso desejado. Para trafegar na rede uma simples compactação dos arquivos gerados já diminui bastante o seu tamanho.

xorgrecord

O software se integra ao systray do gnome e tem as opções de gravar e reproduzir eventos, assim como salvar e abrir um arquivo de eventos. Ele esta disponível no seguinte link e já pode ser usado pelos interessados. Quem quiser colaborar, comentar ou solicitar algum novo recurso pode entrar em contato.

Read Full Post »

This is not anymore the most recent version of the API. Please refer to the newest post.
CairoPlot now has a Mailing List! For more information, refer to: this post.

So, a while ago, I’ve decided to code a library to plot some information I had.

The idea was to create simple graphics in a way they would be easy to create, beautiful and good to present to people with no or few backgrounds on math and computers.

For the ease one creation I, obviously, used Python :D

And, as I was already a PyCairo enthusiast (that began by the time I read Aventuras no cairo by Marcelo Lira and, as pointed out by him, this other one), I decide to use it to draw my graphics.

On this first version, the CairoPlot library provides 3 functions:

dot_line_plot()

Function to plot graphics using dots and lines as seen below.

dot_line_plot (name,
               data,
               width,
               height,
               background = None,
               border = 0,
               axis = False,
               grid = False,
               h_legend = None,
               v_legend = None,
               h_bounds = None,
               v_bounds = None)

name – Name of the desired output file, no need to input the .svg as it will be added at runtim;
data – The list, list of lists or dictionary holding the data to be plotted;
width, height – Dimensions of the output image;
background – A 3 element tuple representing the rgb color expected for the background. If left None, a gray to white gradient will be generated;
border – Distance in pixels of a square border into which the graphics will be drawn;
axis – Whether or not the axis are to be drawn;
grid – Whether or not the gris is to be drawn;
h_legend, v_legend – lists of strings containing the horizontal and vertical legends for the axis;
h_bounds, v_bounds – tuples containing the lower and upper value bounds for the data to be plotted.

Example of Use

teste_data = [0, 1, 3, 8, 9, 0, 10, 10, 2, 1]
CairoPlot.dot_line_plot('teste', teste_data, 400, 300, axis=True)

Result:

dot_line_plot - Example 01

teste_data_2 = {"john" : [10, 10, 10, 10, 30], "mary" : [0, 0, 3, 5, 15], "philip" : [13, 33, 11, 25, 2]}
teste_h_legend = ["jan/2008", "feb/2008", "mar/2008", "apr/2008", "may/2008"]
CairoPlot.dot_line_plot('teste2', teste_data_2, 400, 300, h_legend = teste_h_legend, axis = True, grid = True)

Result:

dot_line_plot - Example 02

pizza_plot()

Function to plot pizza graphics.

pizza_plot(name,
           data,
           width,
           height,
           background = None)

name – Name of the desired output file, no need to input the .svg as it will be added at runtim;
data – The list, list of lists or dictionary holding the data to be plotted;
width, height – Dimensions of the output image;
background – A 3 element tuple representing the rgb color expected for the background. If left None, a gray to white gradient will be generated;

Example of Use

teste_data = {"john" : 123, "mary" : 489, "philip" : 600 , "suzy" : 235}
CairoPlot.pizza_plot("pizza_teste", teste_data, 500, 500)

Result:

gantt_chart()

Function to create Gantt Charts.

Note: the output for this function was based on the graphic seen on this post from wired.

gantt_chart(name,
            pieces,
            width,
            height,
            h_legend,
            v_legend,
            colors)

name – Name of the desired output file, no need to input the .svg as it will be added at runtim;
pieces – A list defining the spaces to be drawn. The user must pass, for each line, the index of its start and the index of its end. If a line must have two or more spaces, they must be passed inside a list;
width, height – Dimensions of the output image;
h_legend – A list of names for each of the vertical lines;
v_legend – A list of names for each of the horizontal spaces;
colors – List containing the colors expected for each of the horizontal spaces.

Example of Use

pieces = [ (0.5,5.5) , [(0,4),(6,8)] , (5.5,7) , (7,8)]
h_legend = [ 'teste01', 'teste02', 'teste03', 'teste04']
v_legend = [ '0001', '0002', '0003', '0004', '0005', '0006', '0007', '0008', '0009', '0010' ]
colors = [ (1.0, 0.0, 0.0), (1.0, 0.7, 0.0), (1.0, 1.0, 0.0), (0.0, 1.0, 0.0) ]
CairoPlot.gantt_chart('gantt_teste', pieces, 600, 300, h_legend, v_legend, colors)

Result:

So, I think it’s ready for you guys to use. CairoPlot Google Code Project
The support is also open :D, whenever you need, feel free to contact at alf.rodrigo@gmail.com or leave a comment.

Read Full Post »

3D Modelling – Candy Shop

Maya

Keeping the pace on showing some 3D works I have done using Maya, here goes something more cartoonish.

It’s a Candy Shop I built for some application that never came out of paper… As you can see, I spent more time on detailing some things but forgot to improve some others (as you can see on the cake if you can even find where it is)

Hope you guys enjoy again :D

Read Full Post »

Frequentemente encontramos na lista do python-brasil novatos perguntando qual a melhor IDE para se programar em Python. São tantas as vezes que isso ocorre que o python-brasil conta, na sua wiki, com uma página para responder somente a essa pergunta. A página esta acessível aqui.

Uma IDE que deve ser em breve adicionada a lista é o Editra. Demos uma breve olhada nessa IDE e gostamos. Ficamos devendo uma análise da mesma. No entanto, o que assusta muitos iniciantes é o fato dos veteranos recomendarem o uso do Vim. Ele realmente assusta as pessoas e, por isso, em cursos de computação é comum que os alunos comecem a programar com o Gedit ou o Kate. Ao longo do curso o panorama vai mudando e são muitos os que se tornam mais habilidosos com o uso do Vim e permanecem nele.

O Vim já conta com várias funcionalidades de interesse dos programadores mas acredito que uma das melhores seja a possibilidade de extendê-lo via plugins. Além de todo o conjunto de recursos já fornecidos pelo Vim, muitos das quais passamos anos e anos sem nem sequer conhecer, muitos plugins de terceiros são realmente úteis.

Uso Vim para programar em Python há algum tempo e hoje encontrei um post que contém tudo que é necessário para a pessoa começar a usar o Vim de forma confortável, contendo todas as funcionalidades encontradas nas grandes IDEs. O post é esse aqui. Um excelente post, dispensa qualquer adição da minha parte.

O único plugin que não foi mencionado pelo autor mas não passou desapercebido pelo leitores é o NERDTree. Seguindo todos os passos e instalando também o NERDTree você terá em mãos uma IDE muito próxima das gráficas, com a vantagem de ser leve :D

Read Full Post »

Older Posts »

Follow

Get every new post delivered to your Inbox.